URUCUNGOS, PUÍTAS E QUIJENGUES

O grupo foi fundado em 1988, em Campinas, por Raquel Trindade, pesquisadora da cultura afro-brasileira e diretora do Teatro Popular Solano Trindade (Embu das Artes / SP).
Convidada para dar aulas de “Danças Populares e Religiosas do Brasil" no Departamento de Artes Cênicas da UNICAMP, Raquel ministrou um curso de extensão que abrangeu alunos, funcionários e a comunidade negra de Campinas. A partir desse curso, formou-se um grupo permanente de Teatro e Danças Populares e Religiosas do Brasil. Assim, criou-se o “Grupo de Teatro e Danças Populares Urucungos, Puítas e Quijengues”.
O grupo escolheu o caminho da pesquisa, seja no sentido de preservar e registrar o maior número de danças e ritos religiosos brasileiros, seja no aprofundamento dos mesmos para que daí nasça, em continuidade, um novo gesto, uma nova linguagem.
O URUCUNGOS, PUÍTAS E QUIJENGUES tem como objetivo principal resgatar, preservar e divulgar a cultura popular brasileira.
Seus shows encantam o público com a magia da música e da dança, os figurinos coloridos e brilhantes e a energia da percussão e do canto.

O URUCUNGOS, PUÍTAS E QUIJENGUES apresenta os seguin-tes espetáculos:
• Maracatu do Recife
• Bumba-meu-Boi de Pernambuco
• Sambas Rurais Paulistas
• Danças de Trabalho
• Cirandas da Minha Terra